Cotada para presidência do Senado, Simone cita união e conta com apoio de novos senadores

Marcando presença na diplomação dos candidatos eleitos nesta sexta-feira (14), a senadora de MS, Simone Tebet (MDB) é um dos nomes fortes para assumir à presidência do Senado no próximo ano e explicou que a presidência deve ficar com o MDB “por direito das urnas”. “Como líder, a ordem do partido é que nós vamos caminhar unidos e nós não vamos perder de forma alguma a presidência do Senado. Se porventura o Renan não obtiver os 41 votos, eu saio candidata”, justificou. Nos bastidores, o nome da senadora sul-mato-grossense é o principal para assumir, muito em virtude de sua boa relação com os demais partidos e principalmente pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL).
A decisão do nome deverá, segundo Simone, sair apenas na metade do mês de janeiro e permite que até lá, exista disputa interna entre ela e Renan. Os novos senadores eleitos por MS, Nelsinho Trad (PTB) e Soraya Thronicke (PSL) já demonstraram intenção de votar em Simone na eleição para a mesa diretora que está marcada para 1° de fevereiro de 2019.

Fonte: Midiamax - Foto: Vinicius Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *