Semáforo quebrado causa acidente envolvendo três carros na Capital

Semafóro com defeito provocou acidente de trânsito envolvendo três carros, na tarde de hoje (18), em cruzamento de ruas no bairro Jardim do Estados, em Campo Grande. O aparelho, nos dois lados da rua da Paz, não estava funcionando, enquanto o da rua Alagoas estava normal, o que acarretou em confusão por motoristas que passavam pelas vias. De acordo com apurado pelo Correio do Estado, um Nissan Versa avançou na Alagoas, onde o sinal estava verde e acabou atingido por um Crevrolet Captiva, que cruzou a rua da Paz, onde a sinalização não estava funcionando. Com o impacto, condutora do sedan, de 30 anos, perdeu o controle da direção e bateu em um Chevrolet Classic branco, que estava estacionado, parando somente ao colidir com um poste. Como observado pela reportagem, os veículos que transitavam no cruzamento faziam o mesmo que os carros envolvidos, tentando avançar na via por conta da falta de sinalização semafórica, estando sujeitos ao mesmo destino. A motorista do Versa não teve ferimentos, assim como a do Captiva. A pista foi sinalizada e nenhuma via precisou ser interditada. O Juizado do Trânsito foi acionado para intermediar o caso com as partes. PROBLEMA RECORRENTE Semáforo estragado é algo comum na vida do cidadão campo-grandense. Como noticiado anteriormente pelo Correio do Estado, na semana passada, acidente causado em decorrência de aparelho com defeito resultou na morte do motociclista Diogo Martins Lopes Dias, 23 anos, no dia 9 de dezembro, no cruzamento da Avenida Nely Martins com a rua Álvares de Azevedo. De acordo com testemunhas, a vítima estava em uma moto biz quando cruzou a avenida, em alta velocidade, e foi atingido por uma picape Montana, da marca Chevrolet. O semáforo da Nely Martins estava estragado, mas o semáforo da Alvares de Azevedo estava verde para o motorista da Montana. De acordo com Thyago Oliveira Ribeiro, que é dono de um comércio em frente ao local onde aconteceu o fato, homens uniformizados estiveram no dia seguinte reparando os semáforos, mas não resolveram o problema, "Eles vieram e deixaram apenas piscando em alerta, mas não arrumaram", disse. Em agosto, um caso chamou atenção pela quantia de acidentes em um curto período de tempo e no mesmo cruzamento. Foram sete casos dentro de uma semana, no cruzamento da rua Brasil Central com a Júlio de Castilho. O serralheiro Edson da Silva trabalha próximo ao local e disse ao Correio do Estado, na época, que o semáforo apresentava diversos defeitos, ou piscando intermitente ou com a mesma sinalização e até não funcionando de vez. Mesmo com os reparos, o aparelho voltava a apresentar mau funcionamento. Funcionários da concessionária responsável pelo reparo dos semáforos, a CAM, disseram que os problemas foram causados por conta da chuva após o longo período de tempo seco, que altera o funcionamento dos equipamentos na central.

Fonte: CorreiodoEstado - Foto: Valdenir Rezende

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *